Primeira Caminhada Maçônica da fé – Loja Maçônica João XXIII

*Por Barbosa Nunes
Divino Pai Eterno, como é bonito ver tanta gente indo a você em romaria. Ver crianças, homens, mulheres na caminhada com tanta fé. Gesto de fé é sempre tocante, é acreditar, atitude de fidelidade, afirmação como verdade, significando confiança, não ter dúvida, esperança de que algo melhor vai acontecer.
No Grande Oriente do Estado de Goiás existe desde 29 de outubro de 1998, uma Loja Maçônica fundada na credibilidade de um dos maiores papas que a Igreja já teve. Loja Maçônica “João XXIII”. Leia mais
Papa de outubro de 1958 a junho de 1963, João XXIII recebeu a missão de renovar a Igreja e formular nova forma de explicar pastoralmente a Doutrina Católica ao mundo moderno. Escreveu oito encíclicas, sendo as principais “Mater et Magistra” e “Pacem In Terris”. É elogiado como “o papa da bondade”. Foi canonizado pelo papa Francisco, no último dia 27 de abril.
Os maçons católicos ligados à Igreja São Judas Tadeu e trabalhadores sociais na paróquia, em especial dando todo suporte à creche com mais de 100 crianças e ainda integrantes do grupo de casais “ENCASA”, com muita fé e inspirados em João XXIII, plantaram a semente que nasceu comprometida e forte como Loja muito ativa, defensora da família. Com sentimento de total crença nos caminhos traçados por João XXIII, firmam sua posição no “Caminhar faz bem à saúde” e “A fé é incompatível com a corrupção”.
Com o propósito de aperfeiçoamento do ser humano os maçons e a família da Loja João XXIII e de outras Lojas, além de amigos e convidados, caminharão como romeiros, todos iguais na fé, para a cidade de Trindade, distante de Goiânia 18 quilômetros, no próximo dia 29 de junho, domingo, a partir das 07 horas da manhã, tendo como saída, o marco zero da Rodovia dos Romeiros, que liga Goiânia a Trindade. A rodovia é uma galeria aberta e iluminada, trabalho único no mundo, contendo 14 painéis que retratam os principais momentos da paixão de Jesus Cristo. Painéis com 10 metros de largura, por quatro de altura, construídos aos pares, interligados de forma sugerir a composição de um altar. Seu criador é o artista plástico Omar Souto, que trabalhando no local pintou as pinturas sacras em 105 dias.
A Loja Maçônica João XXIII organizadora da caminhada com apoio do Grande Oriente do Estado de Goiás e Grande Oriente do Brasil, é presidida pelo Venerável Mestre Reno Julius Mesquita, também presidente da creche São Judas Tadeu, que não só convida maçons e não maçons a participarem do evento, mas incentiva os 150 primeiros que chegarem ao local no início da caminhada, com camisetas temáticas.
Trindade, denominada “Capital da Fé”, hoje mais do que antes, nacional e mundialmente conhecida pela destacada atuação do padre Robson, realiza a Festa do Divino Pai Eterno no primeiro domingo mês de julho de cada ano e durante os 9 dias que antecedem esta data, com previsão neste 2014, de três milhões e meio de romeiros presentes ao longo desses dias. É hoje um dos maiores pontos turísticos religiosos do país e uma das cidades brasileiras que mais atrai peregrinos.
Fora do evento religioso, Trindade tem uma população aproximada de 140 mil habitantes. Antes “Barro Preto”, Trindade foi levada a categoria de Vila Velha em 16 de julho de 1920, cuja instalação se deu em 31 de agosto do mesmo ano. Teve seu território desmembrado de Campinas, hoje bairro de Goiânia. Em 20 de julho de 1927 sua sede é elevada à categoria de cidade. Com a construção da capital do estado, Trindade volta à condição de distrito em 1935 e só recupera o posto de cidade, 8 anos depois.
Foi no córrego do Barro Preto, que toda história de fé se iniciou, por volta de 1820, agricultores encontraram um medalhão com a imagem da Santíssima Trindade coroando a Virgem Maria. A partir daí, famílias de amigos e vizinhos comaçaram a se reunir para rezar o terço em louvor ao Divino Pai Eterno.
Hoje Trindade é um encontro entre a fé e a devoção, atraindo semanal e anualmente por ocasião da “festa”, milhões de romeiros com características especiais no cumprimento dos seus votos, muitos em longínquas caminhadas feitas a pé por vários dias e noites e a emocionante chegada e desfile de carros de boi.
Walter José, é homem de fé, autor de músicas como “A Volta do Romeiro”, “Carreiros em Romaria” e outras,  que retratam a devoção dos que visitam o Santuário Basílica do Divino Pai Eterno. Cantor há dezenas de anos e morador da cidade, ele interpreta o sentimento de muita fé do romeiro na chegada ao seu destino, como na música “Romaria”.
 “Levantei cedo juntei a boiada, a fé no peito e os pés no chão, meu velho carro cantou na estrada, e o pó vermelho levantou do chão, num passo lento saiu a jornada
pra romaria da devoção.
Sou Romeiro que caminha, sou devoto do Senhor, caminhando pra Terra Santa, velha Trindade da fé e do amor.
Pra ir na Terra do Pai Eterno, minha jornada durou muitos dias, trabalhei duro o ano inteiro, fiz os meus planos pra Romaria, pedi ao Anjos pra iluminar meus passos e o Pai Eterno pra ser o meu guia.
E ao ver ao longe seu Santuário, Templo Sagrado em forma de cruz, Aonde meu Pai fez a sua morada, com o Santo Espírito e seu filho Jesus, dou meus louvores por chegar de novo na Terra Santa coberta de Luz.”
No retorno, madrugada de segunda feira, o romeiro com emoção e lágrimas, deixa Trindade, assim se despedindo, como na música “Despedida do Romeiro”, sempre cantada por Walter José.
“Já cumpri minha promessa, a maior da devoção, rezei junto ao Pai Eterno, pedindo a ele sua proteção. Volto agora, vou pra casa, transbordando de alegria, pra voltar no outro ano, pra rezar nesta romaria.
Deus pai nosso criador, Deus filho que o povo conduz, Deus espírito do céu mandai-vos, pra nossa divina Luz.
Vai no peito uma saudade, gemendo com meu carro de boi, os amigos que deixo aqui e por mais um ano que foi. Pai Eterno lá das alturas, não se esqueça de lembrar de mim, pra que eu volte aqui no outro ano, pra rezar bem pertinho de ti.
Deus pai nosso criador, Deus filho que o povo conduz, Deus espírito do céu mandai-vos, pra nossa divina Luz.
Pai Eterno protegei, a longa volta desta caminhada, seja minha estrela guia dos perigos da estrada, amanhã muito cedinho na hora que raiar o dia, estarei em terras distantes, com saudades desta romaria.
Deus pai nosso criador, Deus filho que povo conduz, Deus espírito do céu mandai-vos, pra nossa divina Luz.”

Share on Google Plus

Editor Luiz Sergio Castro