O ENIGMÁTICO SEGREDO MAÇÔNICO…

Por Nuno Raimundo (*)

O Segredo Maçônico será mito, será verdade?
Mas o que é um segredo?
Não será algo que apenas um conhece ou que poucos o saibam…?
Sempre ouvi dizer que quando mais que um o conheça, deixará de ser segredo…
E qual será então o segredo maçônico?

Não falo no segredo que seja o conhecimento de vários rituais maçônicos ou a identificação de membros de alguma Obediência, falo mesmo no tal segredoque muitos ambicionam alcançar.

Já o virtuoso poeta Fernando Pessoa o celebrou em poema e o mesmo pode ser consultado também  neste blog AQUI.

Mas guardará este segredo uma mensagem?

Um caminho a seguir?

Uma conduta de vida?

Ou será algo indizível e inexplicável e que será apenas sensorial tal como muitos maçons o afirmam?!

Em alguns dos vários textos elaborados por vários autores, sejam maçônicos ou não, que se encontram tanto nas livrarias como na própria internet, é habitual se encontrar definições de que este segredo será “algo que estará para além da compreensão humana”, noutros “ que estará para além do descritível e apenas observável”…

De facto, o segredo maçônico é algo que é somente sentido e compreendido por quem o experimenta.

Passando por uma Iniciação, em que  tal é o véu que cobre os olhos e ainda nos limita a visão, também o segredo maçônico tem as suas veleidades e somente com a constante presença em Loja, na prática do ritual maçônico e no relacionamento fraternal com os demais Irmãos, se pode alcançar esta sensação, o conhecimento de tal segredo.

Mas será que esse segredo é tão relevante  assim para o mundo?

Não será esse segredo, somente algo que deverá ser exclusivo apenas da propriedade dos maçons? Pois será o seu segredo?

Fica a reflexão…

Geralmente quando existe ou se fala em segredo/os, chega-se sempre à conclusão de que afinal não há segredo algum ou se houver, já seria do domínio e conhecimento público; quando não é mesmo, algo fruto da imaginação coletiva da generalidade da população. E o segredo maçônico encontra-se neste contexto.

Muito se poderia elucuburar sobre ele, tantas páginas foram e mais ainda serão escritas sobre este segredo, e mesmo que um dia alguém o consiga descrever, nunca o fará na sua efetiva plenitude, pois quem nunca passou pela porta baixa dificilmente lhe terá acesso… Porque nem tudo é possível ser pronunciado e nem tudo é passível de ser soletrado. Ou não fosse a carne despreender-se dos ossos…

Assim, tal como as experiências que vamos passando ao longo da nossa vida que para nós ficam, também as sensações que alguém sentiu apenas para ela ficarão…

E será que ficou algo por explicar, no que consistirá o tal segredo?

É possível, mas não serei eu a pronunciá-lo. Por mim, o enigma persistirá…


(*) O Ir.'. Nuno Raimundo é membro da Loja R.'.L.'. Mestre Affonso Domingues - Portugal


Share on Google Plus

Editor Luiz Sergio Castro