XXX CONGRESSO MAÇONICO – BARREIRAS E SEU RIO DE ONDAS

 Por Barbosa Nunes (*)
Produzo este arquivo na sede do GOB-Rio de Janeiro, conduzido pelo Grão-Mestre Estadual Edimo Muniz Pinho, que me recebeu com a fraternidade de mais de 20 anos de relacionamento que muito me engrandece.
No exercício do Grão-Mestrado Geral, fiz-me presente na cidade de Barreiras, conhecida como “Capital do Oeste Baiano”. Lá, a família maçônica, homens e mulheres, sob a liderança do Grão-Mestre Silvio Cardin e de sua esposa Lucia Coelho Correa, presidente da Fraternidade Feminina Estadual, em programação de alto conteúdo, debateram o tema “A Crise Hídrica: Causas e Consequências”.
Após abertura solene e bem organizada no auditório espaçoso e confortável da Câmara Municipal, palestras foram proferidas por abordagens de William Almeida Carvalho  (O Desafio da Maçonaria para o Terceiro Milênio), Reginaldo Gusmão de Albuquerque (Administração de Lojas e Ritos), José Cizino Menezes Lopes (A Crise Hídrica e seus efeitos na Região Oeste) e Claudio Pereira da Silva (Reflexos da Crise Hídrica). O cerimonial de todo o evento foi conduzido com muita sobriedade pelos irmãos Elton Souza, Daniel Correa e Raimundo Corado.

Tive muita honra em aceitar o convite da presidente estadual da Fraternidade Feminina, Lúcia Coelho Correa, proferindo a palestra “Posição da Maçonaria sobre Fraternidades Femininas e Maçonaria a Favor da Vida”, ação preventiva que é coordenada na Bahia por Veruska Hanna.

Estive em solo baiano por 10 vezes em missões maçônicas, desde o ano 2000. 6 encontros estaduais a partir da própria cidade de Barreiras. Abordei variados temas em Jequié, Ilhéus, Feira de Santana, Porto Seguro nos 500 anos de nosso descobrimento e agora novamente em Barreiras.  4 atividades, desenvolvi em Salvador. Sinto-me inteiramente à vontade na maçonaria baiana que me distingue com alegria, acolhida e muito carinho. Registro aqui o êxito do XXX Congresso Estadual Maçônico e Encontro da Fraternidade Feminina Cruzeiro do Sul, muito bem organizado com a dedicação de longos meses de uma equipe que se preocupou com grandes e pequenos detalhes, constituída por Raimundo Augusto Corado, Renato Jose dos Santos, Jose Roberto Ortega, Jose Vitor Machado, Orly Nink, Elton Sonsa e Gilvani Matos, com subcomissões integradas pelas Lojas Maçônicas “ Templo de Salomão”, “Estrela de David”, “Irmão Paulo Roberto Machado” e “Acácia Fraterna” que tem como Veneráveis Mestres, respectivamente Givanildo Batista, Silvio Abreu, Alberto Araújo Filho e Orly Nink.

O Grão-Mestre Estadual deslocou-se de Salvador, distante cerca de 850 quilômetros de Barreiras, cidade que é mais próxima de Brasília, com pouco mais de 600 quilômetros da Capital Federal. Estava acompanhado de secretários assessores, membros dos poderes judiciário e legislativo, assim identificados; Antônio Guimarães, José de Souza Gomes, Humberto Ferreira, Ubirajara Macedo, Roque Tadeu, Pedro Rocha, Luiz Tosta, Ademillson Pereira, Elisio Pereira, Tolenildo Ferreira, Lucia Coelho, Veruska Hanna Sakaki Souza Monteiro, bom numero de cunhadas e o deputado federal de Feira de Santana, Alexandre da Silva Monteiro.

Prestigiando ainda o evento, o Grão-Mestre do GOB-Sergipe, Lourival Santana, presidente da Fraternidade Feminina daquele Estado, Valdinar Maciel de Santana, Grão-Mestre Adjunto do Distrito Federal, Reginaldo Albuquerque, Presidente da Assembleia Estadual do Sergipe, Benone Rodrigues, Conselheiro Federal Hélio Leite, que lançou o seu livro “Banquete Maçônico”, também do DF, o deputado federal maçônico Rivaldo Pedrosa, que interpretou a bela poesia de Moacir Salles, conhecida e famosa “Saudação a Bandeira”. Do DF ainda José Magela Barbosa, Luiz Gonzaga da Rocha, Helio Pereira Leite Filho e Mauricio Casado Accioly Pereira Leite. Na parte social, confraternização vibrante e muito alegre com churrasco e música regional no Centro de Tradições Gaúchas.

Barreiras que é história, natureza, riqueza no café, algodão, soja, pecuária, comércio, deslanchando na educação com varias faculdade e integrada por maçons unidos e comprometidos, sobretudo neste momento de preocupações muito fortes com o destino de nossa nação, é um extraordinário polo turístico com tendência a crescer com muita rapidez. Acontece em Barreiras todos os anos um dos mais animados carnavais do interior brasileiro, reunindo milhares e milhares de pessoas em comemorações estritamente familiares. 

A presença do homem em Barreiras remonta a pré-história. Barreiras “nascida como a semente que quebrou na silvestre plantação; acunhada entre as montanhas como uma ave no regaço maternal, defendida pelo espaço que lhe transmite toda luz e calor. Barreiras grande, têm em São João teu nobre protetor. Barreiras, capital do médio São Francisco, és um pedaço sensível do Brasil”. Assim os barreirenses orgulhosos da terra, cantam o seu hino.

Rio Grande, Rio de Ondas, Rio de Janeiro e Rio Branco, formando a maior bacia do lado esquerdo do Rio São Francisco. No Rio de Janeiro estão a “Cachoeira do Acaba Vida” e “Cachoeira do Redondo”, responsáveis por belos cartões postais.

A partir de 1970 passou a receber grande número de produtores migrantes do sul do país, atraídos pelo seu potencial e a partir daí, surge nova fronteira agrícola, hoje com altíssima tecnologia.

O “Rio das Ondas” com águas cristalinas nas margens, verde vegetação e local para se passar dias com as famílias, nos hotéis, clubes e excelentes restaurantes ao longo de suas dezenas de quilômetros, recebeu esta denominação por ter sua calha coberta e formada por saltos e corredeiras espumantes e a água vai de degrau a degrau formando ondas e propiciando muita diversão aquática. É ponto turístico principal da capital do Oeste Baiano.

Barreiras onde mora o progresso, a união dos maçons,  vai se tornando para mim local de muitas saudades. Já deixei combinado para 2016 uma permanência maior nessa bela terra, de quem me despedi rodeado pela fraternidade de irmãos e cunhadas, saboreando um delicioso “tambaqui” assado servido na “Casa do Rio”.

Abraço a todos os maçons de Barreiras e região, agradecendo ao deputado federal maçônico de longa amizade e com 16 anos de permanência na Assembleia Federal Maçônica, Raimundo Augusto Corado e agradecimentos à presidente da Fraternidade Feminina Estadual Lúcia Coelho Correa, que me presenteou com o convite para falar com as cunhadas presentes, o que muito me honrou e enriqueceu.

Quem não esteve presente ao XXX Congresso Estadual Maçônico, perdeu uma grande oportunidade e os que compareceram, com certeza, acrescentaram energia e conhecimentos muitos positivos.

Parabéns ao Grande Oriente Estadual da Bahia, parabéns aos irmãos de Barreiras e região, coordenados por Gilvani Matos, pela realização de mais um Encontro Estadual.

(*) Barbosa Nunes é Grão-Mestre Geral Adjunto do Grande Oriente do Brasil

RECEBA NOSSA NEWSLWTTER

Digite seu e-mail:


FeedBurner
Share on Google Plus

Editor Luiz Sergio Castro