RECEITA DE ANO NOVO

*Por Barbosa Nunes
Reflexão significa movimento de retorno a si mesmo, pelo qual o pensamento volta-se, interrogando. É como olhar no espelho e conversar com o seu interior, para indagar a intimidade de sua vida.
Ano novo é o dia seguinte, continuidade do tempo que nunca é interrompido. Dias, meses e anos correm eternamente, marcados pelo Calendário Juliano e posteriormente pelo Gregoriano, este promulgado pelo papa Gregório XIII, em 1.582, para ajustá-lo ao ano solar, decorrente do movimento de elipse realizado pela Terra em torno do sol.
Somos levados pelos mais diversos interesses, o maior de todos, comercial, a uma preparação para um reinicio de vida. Transpor de um ano para outro, através do consumo excessivo e prejudicial. Pelas comemorações regadas a fartas mesas, bebidas alcoólicas, fogos que iluminam os céus e um retorno, às vezes muito triste e arrependidos, por desequilíbrios financeiros, tragédias e tristezas.
Mas a marca que deve ser cravada na mente e nos corações é o do significado mundial do primeiro dia de cada ano. Dia Mundial da Paz, criado pelo papa Paulo VI, comemorado no primeiro dia do ano civil, o que acontece até os dias de hoje. Dizia o papa em sua primeira mensagem para o Dia: "Dirigimo-nos a todos os homens de boa vontade, para os exortar a celebrar o Dia da Paz, em todo o mundo, no primeiro dia do ano civil, 1 de Janeiro de 1968. Desejaríamos que depois, cada ano, esta celebração se viesse a repetir, como augúrio e promessa, no início do calendário que mede e traça o caminho da vida humana no tempo que seja a Paz, com o seu justo e benéfico equilíbrio, a dominar o processar-se da história no futuro".
Embora pessoas como Jesus Cristo, Mahatma Ghandi, Martin Luther King, Madre Teresa de Calcutá, Dalai Lama, Zilda Arns, Chico Xavier, Nelson Mandela, tenham doado suas vidas pela paz no mundo, este continua com dezenas de guerras ceifando milhões de vidas de crianças, idosos e civis que pagam pelo lucro que a guerra produz em favor das empresas fabricantes de armas. Então, também com meu pensamento voltado para o inicio de um novo ano, solicito a você, caríssimo leitor, que faça sua reflexão pessoal e medite usufruindo das mensagens de pessoas sábias, que em frases, textos, produziram sábias e abençoadas, que servem de bússola em nossas vidas.
Carlos Drummond de Andrade escreveu: “Receita de Ano Novo”: “Para você ganhar belíssimo Ano Novo cor do arco-íris, ou da cor da sua paz, Ano Novo sem comparação com todo o tempo já vivido. Para você ganhar um ano não apenas pintado de novo, remendado às carreiras, mas novo nas sementinhas do vir-a-ser; novo até no coração das coisas menos percebidas, a começar pelo seu interior, novo, espontâneo, que de tão perfeito nem se nota, mas com ele se come, se passeia, se ama, se compreende, se trabalha. Você não precisa beber champanhe ou qualquer outra birita, não precisa expedir nem receber mensagens.
Não precisa fazer lista de boas intenções para arquivá-las na gaveta. Não precisa chorar arrependido pelas besteiras consumadas, nem parvamente acreditar que por decreto de esperança, a partir de janeiro as coisas mudem e seja tudo claridade, recompensa, justiça entre os homens e as nações, liberdade com cheiro e gosto de pão matinal, direitos respeitados, começando pelo direito augusto de viver.
Para ganhar um Ano Novo que mereça este nome, você, meu caro, tem de merecê-lo, tem de fazê-lo novo, eu sei que não é fácil, mas tente, experimente, consciente. É dentro de você que o Ano Novo cochila e espera desde sempre”.
Na reflexão que sempre devemos fazer todos os dias, em especial ao final deles, frases nos alimentam e nos fortalecem espiritualmente. Veja o que disse Nelson Mandela, após 27 anos de prisão em regime fechado: “Quando eu saí em direção ao portão que me levaria à liberdade, eu sabia que, se eu não deixasse minha amargura e meu ódio para trás, eu ainda estaria na prisão”. Disse também: “Apenas os que dialogam podem construir pontes e vínculos”, em outra: “Deus não pertence a nenhum povo”. “Sonho com o dia em que todos levantar-se-ão e compreenderão que fomos feitos para vivermos como irmãos”. “Fofocar sobre os outros é certamente um defeito, mas é uma virtude quando aplicado a si mesmo”.
Frase é uma ideia favorecida pela qualidade do escritor, sábia, clara e quando as lemos e nos agradam, produzimos outra, “essa frase já diz tudo”.
Outras frases que registro para reflexão, do poeta grego Eurípides, que viveu no século V a.C, autor de, entre outras obras, da tragédia grega, “Medeia”: “A sorte combate sempre ao lado do prudente”; “O tempo não se ocupa em realizar nossas esperanças, faz o seu trabalho e voa”.
Para profunda reflexão e ser lido várias vezes, como texto de cabeceira, escrito por Albert Einstein, intitulado, “A vida é como jogar uma bola na parede”.
“A vida é como jogar uma bola na parede: Se for jogada uma bola azul, ela voltará azul; Se for jogada uma bola verde, ela voltará verde; Se a bola for jogada fraca, ela voltará fraca; Se a bola for jogada com força, ela voltará com força. Por isso, nunca "jogue uma bola na vida" de forma que você não esteja pronto a recebê-la. A vida não dá nem empresta; não se comove nem se apieda. Tudo quanto ela faz é retribuir e transferir aquilo que nós lhe oferecemos”.
Cito Chico Xavier: “Agradeço todas as dificuldades que enfrentei; não fosse por elas, eu não teria saído do lugar. Muitas facilidades nos impedem de caminhar. Mesmo as críticas nos auxiliam muito”. “O Cristo não pediu muita coisa, não exigiu que as pessoas escalassem o Everest ou fizessem grandes sacrifícios. Ele só pediu que nos amássemos uns aos outros”.

O meu caminhar sempre foi e sempre será pelo equilíbrio, plantando sementes para bons relacionamentos e jamais radicalizar para não compreender, mas não posso compreender e peço a Deus insistentemente todos os dias, que retire do nosso país a mancha da corrupção, mas ela está ai, repetidamente praticada pelas mesmas pessoas. A nós neste ano de 2014, com o nosso voto, marcaremos posicionamentos honestos e justos. Mas me arrepio e me dá asco, ao ouvir uma frase destas: “2014 entrará para a história como ano de mudança nas instituições e amadurecimento da democracia, com as manifestações sacudindo as ruas, pedindo mais decência e transparência”, autor Renan Calheiros, presidente do Senado e presidente do Conselho de Ética, que julga os 81 senadores... Logo após o pronunciamento, em avião da FAB, deslocou-se para submeter-se a implante de 10 mil fios de cabelos, em clínica de Recife. Pela internet uma frase foi massificada: “Faça como ele: Voe pela FAB!”

* Barbosa Nunes é Grão-Mestre Geral Adjunto do Grande Oriente do Brasil
Share on Google Plus

Editor Luiz Sergio Castro