Dilma rejeita ‘faca no pescoço’, e mantém ministro

Tânia Monteiro e Rafael Moraes Moura, de O Estado de S.Paulo
BRASÍLIA - Irritada com a "faca no pescoço", a presidente Dilma Rousseff desmoralizou na quinta-feira, 1º, a Comissão de Ética Pública da Presidência ao não aceitar de pronto a recomendação de demissão do ministro do Trabalho, Carlos Lupi, feita pelo colegiado. Disposta ao confronto, Dilma desafiou os integrantes da comissão a demonstrar as razões que embasaram a decisão dos cinco conselheiros e abriu uma crise com o órgão incumbido de vigiar os malfeitos dos ministros e demais integrantes do governo.

Ao atropelar a comissão, Dilma deu uma sobrevida a Lupi e ganha tempo político para, segundo assessores, restabelecer sua autoridade e preparar a mudança no Trabalho, em poder do PDT, mas cobiçada pelo PT.
Share on Google Plus

Editor Luiz Sergio Castro