Comissão de ética diz que Lupi agiu com arrogância

O relatório aprovado pela Comissão de Ética da Presidência da República, afirma que o ministro do Trabalho, Carlos Lupi, agiu com "falta de zelo" e com "certa dose de arrogância" em relação às denúncias. O colegiado sustenta que o ministro errou ao ignorar acusações e tentar se livrar de responsabilidade pelos supostos desvios. O documento foi divulgado na noite desta quinta-feira, depois do Palácio do Planalto informar que a presidente Dilma Rousseff pediu à comissão que indicasse "elementos" que justificaram a sugestão de demitir o ministro. Para os conselheiros, a falta de indícios de suborno não exime o ministro das supostas irregularidades.

Fonte: CBN
Share on Google Plus

Editor Luiz Sergio Castro