PEDRO JUK NO PARANÁ E OSCIMAR TORRES NA BAHIA, FALAM DE INTERVISITAÇÃO E BARBOSA NUNES


Pedro Juk, um dos maiores e competentes estudiosos na orientação ritualística aos maçons brasileiros, Secretário Estadual do GOB Paraná, que muito me honrou com palestras quando exerci o Grão-Mestrado do Grande Oriente do Brasil – Goiás e Oscimar Torres, uma bagagem maçônica e jurídica de Procurador no estado da Bahia, atualmente Presidente da Assembleia Estadual Maçônica daquele Oriente, são dois irmãos que reconheço e admiro pela trajetória respeitada de cada.

Por isto, neste artigo registro os seus pronunciamentos sobre a Intervisitação e a caminhada que faço me propondo a receber dos irmãos a missão de fazer diferente, harmonizando, inovando e crescendo para “Um GOB Para os Maçons”.

Pedro Juk: “Independente das opiniões e manifestações aludidas ao Decreto 1551, o importante é que possamos visitar os nossos Irmãos e com eles possamos dividir a labuta maçônica em uma Loja.

Se o Decreto é eleitoreiro, se é reconhecimento ou Intervisitação, ao meu ver isso não importa. Esses são detalhes. O que realmente importa é a fraternidade "vivida" entre os Irmãos de Ordem. Não há razão para que permaneçam ressentimentos ou desconfianças, pois o tempo passa e ele tem sido o melhor remédio para curar todos os males. Se quem assinou o Decreto foi esse ou foi aquele, não importa, o importante é que ele é legal e legítimo no GOB. O que realmente importa é o seu efeito. Deixemos de lado as amarguras e vivamos um novo “Fiat Lux”. Aparemos, portanto, com a trolha, quaisquer arestas que possam ainda porventura aparecer.

É legítimo que cada um expresse a sua opinião, como também é legítima a vontade de muitos em se viver em união. Antes assim, do que as pedras de tropeço que lamentavelmente às vezes se apresentam no nosso caminho. Vivamos o tempo de que as coisas voltam aos seus devidos lugares e torçamos para que Deus permita que essa dádiva de fraternidade e união atinja em breve a totalidade do nosso imenso Brasil. Que a Maçonaria permaneça única”.

Oscimar Torres: “Um dos melhores candidatos a qualquer cargo na Ordem é o seu exemplo como maçom, como pai, filho, esposo ou companheiro, irmão e como profissional de vida limpa. Todas estas qualidades Barbosa Nunes tem. Em segundo lugar, conhecer as atribuições do cargo que pretende ocupar. Isto ele conhece. Terceiro, ser um líder, afinal para ser Grão-Mestre, precisa ser um grande mestre. E isto ele tem sido, quando se dispôs a dedicar sua vida a família e a maçonaria.

Em quarto lugar, precisa ter experiência administrativa. Como ex-Venerável de Loja, ex-Grão-Mestre Estadual, ex-Conselheiro Federal do GOB, ex-ministro do Supremo Tribunal Federal Maçônico e atualmente Grão-Mestre Geral Adjunto e Presidente do Conselho Federal do GOB.

Em quinto lugar, que tenha capacidade de mediar conflitos e isto  tanto o Irmão Barbosa quanto o irmão Ademir Cândido tem, pois o irmão Barbosa liderou o programa Maçonaria em Favor da Vida - Contra as Drogas, com grande êxito no estado de Goiás e adotado por outros Grandes Orientes. É um pacificador maçônico. O Grande Oriente do Brasil - Goiás é um dos Grandes Orientes Estaduais que mais cresce no GOB. Já o irmão Ademir Cândido, presidiu a Assembleia Federal com cerca de 1.000 deputados, conduzindo-a, com grande êxito e grande produção legislativa, conciliando conflitos. 

Outro fator motivador da minha crença no irmão Barbosa é a sua espiritualidade. Suas palestras são cativantes e instigadoras para quem precisa crescer espiritualmente. Nunca o vi dirigir-se de forma arrogante ou soberba, nem contar vantagens sobre suas realizações ou sobre sua vida. Como lidamos com adultos, precisamos de um bom Mestre que esteja disposto a aprender, ensinar, compreender, crescer e realizar, sem arroubos, pois o GOB é um patrimônio de seus obreiros, mas precisa estar perto deles e o irmão Barbosa tem ido às Lojas em todos os rincões, porque ele é um maçom igual a cada um de nós, que frequenta as Lojas, mais de uma vez por semana, todas as semanas. E alguém como conhece a realidade das Lojas e a orienta ao crescimento”.

O meu compromisso com os irmãos é reforçado com amparos como de Pedro Juk e Oscimar Torres.


Barbosa Nunes, advogado, ex--radialista, membro da AGI, delegado de polícia aposentado, professor e maçom do Grande Oriente do Brasil - barbosanunes@terra.com.br
Share on Google Plus

Editor Luiz Sergio Castro