SEJA GENTIL. CADA PESSOA QUE VOCÊ ENCONTRA PODE ESTAR ENFRENTANDO UMA BATALHA DIFÍCIL

Por Barbosa Nunes(*)
Platão
Como faço em todos os meus deslocamentos, levo o nome do Grande Oriente do Brasil, que completará 195 anos em 2017 e conclamo os Irmãos a se unirem, aperfeiçoando os nossos princípios de Liberdade, Igualdade e Fraternidade. Em 16 de agosto, viagem para São Bernardo do Campo, via capital paulista. Estive na Loja Maçônica “Thomaz Idineu Galera”, em sessão de homenagens propostas pelo deputado federal maçônico Ademir Cândido, aos maçons Jaime Henrique Rodrigues e Artur Gomes de Souza. Solenidade muito bem conduzida pelo Venerável Alvarino Sbardelini e presenciada por mais de 80 maçons.
Sempre adquiro um livro em aeroporto. Li Allan Percy, consultor de várias editoras espanholas, em que o autor produz uma obra para uma reflexão sobre o nosso dia a dia, incentivando as mudanças necessárias para sairmos do mundo das idéias, colocando nossos sonhos em prática, rumo a uma vida mais sábia, iluminada e feliz. Título do livro “Platão para sonhadores”, Editora Sextante.
Platão foi filósofo e matemático ateniense, com grande influência até hoje em nossa forma de pensar. Autor de diversos diálogos filosóficos e fundador da Academia em Atenas, a primeira instituição de educação superior do mundo ocidental. Juntamente com seu mentor, Sócrates, e seu pupilo, Aristóteles, Platão ajudou a construir os alicerces da filosofia natural, da ciência e da filosofia ocidental. Viveu de 427 a 347 a.C.


O livro traz 80 frases de Platão, de filosofia cotidiana. Entre elas marquei algumas: “Quando falarem mal de você, viva como se ninguém pudesse acreditar”. “É preciso pensar por si mesmo e não pelos outros”, aceitando a imperfeição, pois ninguém é perfeito, nem eu, nem você e nem os outros. “Abrace a originalidade, percebendo que a existência de diferenças é de não sermos todos iguais”. “Não dê explicações”, seus amigos não precisam delas e seus inimigos muito menos ainda. Não se justifique por tudo. Quando está justificando, ou explicando o seu comportamento, sempre é por algum desvio.

“Diga não quando necessário, sem culpa e sem drama”. Fazendo coisa sem vontade, deixa você de mau humor e acaba prejudicando sua relação com a pessoa a quem deseja agradar.

Uma outra abordagem que merece uma especial atenção está contida na frase: “Os olhos são espelhos da alma”. Um olhar pode significar muito. No dia a dia, quem olha para cima é evasivo. Quem olha para baixo demonstra insegurança. Olhe fixamente para frente transmitindo tranquilidade e autoconfiança.

Platão disse: “O olhar é o reflexo do caráter”. Por isso, observe os olhos do seu interlocutor, para qual direção está olhando? Observe como a outra pessoa está escutando você. As pupilas pequenas costumam ser associadas à frieza ou à raiva. Dilatadas, refletem emoções fortes. Piscadas, segundo alguns psicólogos, quem mente pisca muito. Piscar repetidas vezes é sinal de nervosismo.

Em outra pílula da publicação, “O pensamento é a conversa da alma com si mesma”. Allan Percy diz que os seres humanos são muito conectados a linguagem.

“Seja gentil, pois cada pessoa que você encontra está enfrentando uma batalha difícil”. Nem sempre é simples seguir este ensinamento de Platão, já que é difícil ser gentil quando nos sentimos estressados. No entanto, a gentileza é um poderoso desestressante para quem a pratica e para quem a recebe. Apesar de nós mesmos estarmos em uma situação difícil, é bem provável que as pessoas ao nosso redor também estejam.

Uma afirmativa que nos leva a uma profunda reflexão. “A melhor e mais importante vitória é conquistar a si mesmo”. Controlar a própria mente é o maior poder que podemos desenvolver. Deveria ser fácil porque a cabeça faz parte do nosso corpo, e deveríamos conseguir dominá-la, assim como controlamos as nossas pernas ou nossos braços. Mas verdade é que, com frequência é a mente que nos domina.

Por exemplo, é comum, continuar fumando, mesmo sabendo que faz mal, ser pessimista, por mais que tente ser positivo, não conseguir deixar de lado uma lembrança desagradável que cisma em voltar para a mente, descontar nas pessoas mais próximas, mesmo sabendo que ninguém é culpado pelo fato de o nosso dia ter sido ruim.

Concluindo, “A responsabilidade pertence a quem a escolhe”. É importante saber reconhecer nossa responsabilidade sobre aquilo que ocorre conosco, pois, assim, não cometermos os mesmos erros no futuro. Aprenderemos a nos perdoar e nos libertaremos do peso na consciência causado por uma experiência ruim não superada”.

Como foi bom, agradável e instrutivo para mim ter ido à Loja “Thomaz Idineu Galera”, de São Bernardo do Campo, de onde com muita honra sou membro honorário, com a oportunidade que tive de ler o livro de Allan Percy, “Platão para sonhadores”, que indico como leitura que nos fortalece espiritualmente na caminhada da vida.


Share on Google Plus

Editor Luiz Sergio Castro