Mensagem do Grão-Mestre Geral

Por Marcos José da Silva - GMG-GOB
O Modelo Brasileiro
Marcos José da Silva
Nestes dias do ano de 2012, estão, o vigor e o espírito de determinação dos maçons brasileiros, sendo requeridos para a efetivação de ações que levem entusiasmo a todos os recantos da nossa organização, fazendo relembrar a nossa força moral e nossa capacidade de operar no meio social com o objetivo de indicar ao País o caminho do progresso e bem estar da população.

Temos, este ano, o dever de, mais uma vez, demonstrar o nosso poder de mobilização para o bem da Ordem e da Pátria, como advertem os nossos fundamentos, no sentido de atender às expectativas dos irmãos latino americanos, que aqui estarão na XXII Asamblea Masónica Latinoamericana, nos dias 11 a 14 de abril.

E, ainda, daremos conta da celebração dos 190 anos de fundação do Grande Oriente do Brasil, em 17 de junho, evocando aqueles dias de ebulição política e de agitação popular, quando os maçons lideraram a sociedade em direção ao objetivo central do momento, que era a independência do nosso País, fato, naturalmente, decisivo em nossa história, que a tantos maçons glorificou, com plena justiça, dados os esforços, sacrifícios e heroísmo por eles praticados sem qualquer interesse pessoal.

Recebemos, pois, com o coração cheio de orgulho, os irmãos latinoamericanos que nos visitam, nesta ocasião em que a democracia brasileira está cada vez mais exuberante, baseada no desenvolvimento econômico e social reconhecido no concerto das nações, e que se reflete em nossa diplomacia através de sua presença efetiva no âmbito das instituições multinacionais, bem como na positiva convivência bilateral com as nações amigas.

Neste 190º aniversário do GOB apresentamos ao mundo o País que ajudamos a fundar e a construir, em condições altamente animadoras, se olharmos para o fenômeno da diminuição da pobreza, ou se observarmos a nossa maneira de desenvolver a economia, transformando a condição do pobre de peso econômico em elemento propulsor da economia, na qualidade de consumidor. E eis  ai um aspecto do “caminho brasileiro”, formulado e praticado em busca do bem estar social.

Nem nos quebrantam os cantos agoureiros que insistem em prever dias negros para a América Latina, pois os nossos países estão “vacinados” contra os conselhos e as imposições que só prejuízos trouxeram, a longo prazo, não só a nós, mas também as potências que ostentavam, antes, uma sólida economia  neoliberal e que hoje se socorrem dos recursos estatais.

A realização desta assembleia latinomericana e a ocorrência dos 190 anos de fundação do GOB devem motivar os maçons brasileiros a maior estreitamento dos laços que nos prendem à maçonaria continental e a uma exposição do jeito brasileiro de fazermos as coisas acontecerem.

8 de fevereiro de 2011
Marcos José da SilvaGrão-Mestre Geral
Share on Google Plus

Editor Luiz Sergio Castro