Kodak estuda recuperação judicial para evitar falência

Fonte: O Globo
SÃO PAULO - A Kodak pode entrar em recuperação judicial nas próximas semanas, informaram ao "The Wall Street Journal" fontes próximas à companhia. A ideia seria proteger a companhia de seus credores enquanto ela tenta vender um pacote de 1,1 mil patentes, um negócio avaliado em cerca de US$ 1 bilhão.

Além da venda das patentes, a companhia também vem tentando empréstimos de valor semelhante para reforçar seu caixa. Há duas semanas, a companhia vendeu sua divisão de gelatina (usada na fabricação de filmes fotográficos) para a Rousselot, empresa do grupo Vion Food, por um valor não revelado. A companhia também está em busca de compradores para sua unidade de compartilhamento de fotos na internet, a Kodak Gallery. Leia mais


Fundada há 131 anos, a Kodak tem enfrentado dificuldades desde a popularização da fotografia digital - segmento que a empresa nunca conseguiu ter sucesso, apesar de ter inventado boa parte das tecnologias que permitem sua criação. Para fazer caixa, a companhia está tentando vender patentes e ativos não essenciais.Com a notícia da possível recuperação judicial, as ações da companhia caíram mais de 20% no pregão da bolsa de Nova York. Os papéis da companhia estão cotados a US$ 0,50. Por conta do baixo valor, a bolsa colocou os papeis da companhia em observação. De acordo com as regras da bolsa, a companhia tem seis meses para entrar em conformidade com a exigência de preço mínimo das ações: US$ 1 por papel no último dia de negociação de cada mês.
Share on Google Plus

Editor Luiz Sergio Castro