30 anos sem Elis Regina

A intérprete que impulsionou a carreira de Milton Nascimento, João Bosco e Fagner. Essa era Elis Regina (foto). Nesta quinta-feira, dia 19 de janeiro, completam-se 30 anos da morte da Pimentinha, a cantora gaúcha, natural de Porto Alegre, que era considerada uma das melhores do país e nos deixou com apenas 36 anos.

Três décadas depois, os fãs ainda sentem falta da intensidade da cantora, que começou a carreira adolescente, cantando nas rádios. O primeiro compacto de Elis foi gravado em 1961 e desde então se seguiram muitos sucessos como "Madalena", "O Bêbado e a Equilibrista" e "Como Nossos Pais".

Elis faleceu em São Paulo em 1982, depois de misturar bebida alcóolica com tranquilizantes. Seus três filhos atuam no ramo musical. João Marcelo Bôscoli é fundador da gravadora Trama e Pedro Mariano e Maria Rita são cantores.
Share on Google Plus

Editor Luiz Sergio Castro