Maçonaria coleta assinaturas para projeto contra a corrupção

Em Iporá, assim como em todo Brasil, a Maçonaria desencadeia uma luta pela reforma política e contra a corrupção. Membros da Loja Paz e Trabalho, de Iporá, estão coletando assinaturas de cidadãos que também se posicionam contra essa lamentável realidade atual, onde um sistema político arcaico permite a corrupção que assola o país. O abaixo assinado pede uma regulamentação do artigo 14º. da Constituição Federal que trata do plesbicito, o referendo de iniciativa popular.

A Maçonaria defende que certos temas só possam ser decididos pelo povo por meio de plesbicito ou referendo. A Maçonaria pede que hajam menos exigências para os projetos de iniciativa popular, com rito próprio no Congresso Nacional. Pede ainda o abaixo assinado o fim dos privilégios para os parlamentares. Em Iporá tem vários maçons engajados neste trabalho de coleta de assinaturas. No Jornal Oeste Goiano há um destes pontos para participação no abaixo assinado.

Marcha mobiliza para 15 de novembro

Ainda sobre movimentação da Maçonaria com vistas a luta contra a corrupção há um dia nacional de marcha. Este será em 15 de novembro, no feriado da Proclamação da República. Neste dia, em Goiânia, com saída da Praça do Trabalhador, há uma caminhada. A Grande Loja do Estado de Goiás conclama toda família Maçônica indignada e que não agüenta mais ficar omissa a toda esta corrupção e impunidade que assola nosso país, para que nesse dia 15 de novembro de 2011, às 10hs da manhã, participem da 2ª MARCHA MAÇÔNICA CONTRA A CORRUPÇÃO E IMPUNIDADE, que terá início na Praça do Trabalhador, subindo a Avenida Goiás até a Praça Cívica. A expectativa é mobilizar a opinião pública na direção de se manifestar, contundentemente, contra a endêmica corrupção que que hoje é causa de desvio de milhões de recursos públicos.
Share on Google Plus

Editor Luiz Sergio Castro