A hora e a vez de Augusto Matraga é o grande vencedor do Festival do Rio

Cultura

Rio de Janeiro – O filme A Hora e a Vez de Augusto Matraga, de Vinicius Coimbra, ganhou o Troféu Redentor de melhor longa-metragem de ficção, na mostra competitiva da Première Brasil, da edição 2011 do Festival do Rio. A cerimônia de premiação foi realizada na noite de ontem (18), no Cine Odeon Petrobras, que fica na Cinelândia, centro do Rio. O Troféu Redentor de longa-metragem documentário ficou com As Canções, do cineasta Eduardo Coutinho. Além de premiados pelo júri oficial, os dois filmes foram os mais votados pelo público.
Baseado no conto do mesmo nome, de Guimarães Rosa, A Hora e a Vez de Augusto Matraga conta a história de um fazendeiro falido e violento, que vive acima da lei no sertão de Minas Gerais. O filme ainda levou os prêmios de melhor ator (João Miguel), melhor ator coadjuvante (José Wilker) e recebeu o prêmio especial do júri de melhor ator (Chico Anysio). A Hora e a Vez de Augusto Matraga é o primeiro longa-metragem dirigido por Vinicius Coimbra.
Fonte: Agencia Brasil
Share on Google Plus

Editor Luiz Sergio Castro